regional

Que tal aproveitar a próxima ida a Porto Alegre para fazer um tour cervejeiro? A cidade reúne excelentes cervejarias e bares para você se deliciar

Não importa o estilo de cerveja que você aprecie. Se for a Porto Alegre, certamente encontrará uma excelente opção em alguma das cervejarias e bares da cidade. A cidade é um dos redutos cervejeiros do Brasil. Com cervejarias premiadas e cervejas igualmente reconhecidas é um “copo cheio” para os apreciadores.

Na última edição do Concurso Brasileiro de Cervejas (maior da América Latina responsável por premiar as melhores cervejas do Brasil) os gaúchos foram recordistas em medalha, 79 no total. Além disso, levaram o prêmio de melhor cervejaria, para a Tupiniquim e melhor cerveja para Red “Meth” da Maniba, de Novo Hamburgo.

A capital possui aproximadamente 25 estabelecimentos que produzem cerveja, entre brewpubs e cervejarias. Tem até um bairro cervejeiro, o Anchieta. Nele estão localizadas 8 microcervejarias da cidade: Seasons, Tupiniquim, Irmãos Ferrado, Baldhead, Babel, Portoalegrense, Lagom e Oito. Tem também o centro de distribuição da Abadessa.

A boa notícia é que as cervejarias estão buscando se aproximar cada vez mais de seu consumidor final, levando eles para dentro da fábrica. Além do horário de funcionamento normal, estão investindo na abertura nos finais de semana com uma intensa programação.

Se a viagem for no fim de semana, aproveite o sábado para visitar as cervejarias do Anchieta, já que quatro delas abrem regularmente nesse dia:

 

mapa

Insira uma legenda

A distância entre cada cervejaria é de, em média, 4 minutos.

Irmãos Ferraro – investiu em uma loja que vende as cervejas direto de fábrica de segunda à sexta das 9h às 18h com venda de garrafas de 600ml, camisetas, souvenires diversos e growlers 1, 2 e 3 litros (para levar). Aos sábados a loja está aberta das 10h as 14h (com visita a fábrica e consumo no local para quem desejar). São realizados eventos pontuais nos finais de semana, mediante divulgação através da página facebook/irmaosferraro. Praça Jorge Godofredo Felizardo, 70 – Anchieta.

Seasons – a primeira a investir na abertura nos finais de semana. A fábrica e o showroom funcionam de segunda à sexta das 9h às 18h e aos sábados das 10h às 14h. Aos sábados é possível fazer tour guiado com copo exclusivo e degustação de três estilos a R$ 25 reais. Os tours acontecem as 10h30 e 11h30, exceto nos dias de brassagem coletiva. Aos sábados também é disponibilizada cerveja direto da torneira. Você ainda pode ter a sorte de conferir o pré-lançamento de alguma nova cerveja. Mais informações no site www.cervejariaseasons.com.br. R. Ângelo Dourado, 185 – Anchieta

Baldhead – recentemente a Baldhead alugou um pavilhão anexo a fábrica, onde montou sua loja com garrafas, copos, camisetas e outros souvenires. A cervejaria e a loja funcionam de segunda à sexta das 9 às 18h. A lojinha abre também aos sábados das 10h às 14h. Uma vez por mês a Baldhead promove um evento cervejeiro de porte médio, onde outras cervejarias participam. Divulgação acontece através da página no Facebook/cervejaria baldhead. Rua Vítor Valpírio, 350 – Anchieta.

Babel – a microcervejaria abre suas portas todos os sábados das 10h às 14h para visitações e venda de cervejas em garrafa, copos e camisetas. As visitas podem ser realizadas com agendamento prévio para grupos de 10 a 40 pessoas a R$ 20 por pessoa com degustação. Todos os meses a partir de junho a cervejaria se une à outras do bairro para o Babel Open Day, com atrações musicais, food trucks e muita cerveja boa, claro! Para acompanhar o calendário, basta conferir a página deles no facebook/cervejaria babel. R. Provenzano, 333 – Anchieta

MAIS REDUTOS

Sou fã de tours cervejeiras mas sei que nem sempre temos tempo para seguir a risca um itinerário. Se só sobrou tempo para um programa noturno, não precisa ficar triste. As cervejarias estarão fechadas, mas por outro lado os melhores bares da capital estarão repletos de excelentes opções.

Lagom Brewery & Pub

Numa casa centenária no Bom Fim, desde 2010 a Lagom se dedica a produção de cerveja artesanal. São 12 torneiras com de fabricação própria, com as tradicionais Columbus IPA, Dry Stout e ESB e algumas sazonais. Dentre os pratos imperdíveis estão os hambúrgueres muito bem servidos e com ingredientes frescos como cogumelos e queijos especiais. R. Bento Figueiredo, 72 – Bom Fim. Ter a sáb, 18h às 23h30

Penz Bier

Inaugurada em janeiro, tem 14 torneiras, com rótulos da casa e mais convidadas, dando grande preferência pelas gaúchas. No cardápio, burgers, linguiças, pretzels e brownies. Não deixe de aproveitar para degustar os três rótulos que a sommelière Rosária Penz Pacheco desenvolveu com as cervejarias Irmãos Ferraro, Maniba e Continente. São elas a saison Nego Véio com butiá e aroeira, Porter Alegre com pimenta, cravo, canela e noz moscada e Chimia de Pérola, uma amber lager com lúpulos Perle e Mandarina. Os rótulos são exclusivos e você só encontra nas torneiras da Penz. R. José do Patrocínio, 366 – Cidade Baixa. Ter a sáb 12h às 23h.

13833178_10208586923904977_469931836_o.jpg

 

Apolinário Bar

Mais um reduto na Cidade Baixa, o Apolinário é um dos bares mais antigos a investir em cerveja artesanal, completando 10 anos em 2016. Tem 10 torneiras, mais 200 rótulos e um extenso cardápio com petiscos, burgers, escondidinhos, entreveros, sopas, lasanhas, caldos, sobremesas, tudo seguindo o conceito de slow food (produzido artesanalmente e localmente). É um dos poucos locais onde se encontra chope da cervejaria Alenda, de Morro Reuter, responsável por produzir 13 diferentes tipos de cervejas de trigo. R. José do Patrocínio, 527. Seg a sáb, 18h às 00h

Bierkeller

A não ser que você seja convidado por algum frequentador assíduo do Bierkeller, terá grandes chances de não passar pela porta. Entretanto, vale a pena tentar. Toque a campanhia e cruze os dedos. Vittorio abrirá a janelinha, olhará para você e talvez deixe você entrar. Se você não conseguir entrar, não pragueje. O bar não é aberto ao público, funcionando como um clube. Só entra quem é convidado. O lugar é lindo, repleto de antiguidades, tem uma comida deliciosa, com dezenas de acepipes, um pernil de comer ajoelhado, pães caseiros fofinhos e uma extensa variedade de cervejas de diferentes lugares do mundo. Vale a tentativa.

 

Só locais

Se o tempo é curto e você quer ter acesso a maior quantidade de rótulos gaúchos possível, faça uma parada na Regional Cervejas Artesanais. A loja trabalha exclusivamente com aproximadamente 200 rótulos de mais de 35 cervejarias gaúchas. Tem muita cerveja interessante, de microcervejarias bem pequenas e pouco conhecidas. Vale se aventurar. Mucio Teixeira 329, Menino Deus. Seg a sáb 10h às 22h.

13838079_10208586923944978_1211061556_o.jpg